A Voz do Pai
 
Eu tinha oito anos, quando eu e minha família fomos a uma festinha de aniversário. Inúmeras brincadeiras foram realizadas, com brindes para os vencedores. O tempo se passava e meu pai já queria ir embora, e eu ainda nada tinha ganhado em nenhuma brincadeira.
 
Já estava meio desanimada quando foi anunciada uma nova brincadeira, a última da festa -  acertar o balão com o bastão e ganhar os brindes contidos nele, com os olhos vendados, claro. Uma fila enorme de crianças se formou rapidamente. Todas gritando, todos querendo ajudar ou desviar do alvo, a criança com o bastão na mão, uma de cada vez. Entrei na fila, tentei e não consegui. Meu pai observando que eu estava tristonha, me chamou e disse: “Tem muita gente gritando. Alguns falam o caminho correto, outros o errado. Procura ouvir a minha voz no meio de todas essas. Eu vou lhe guiar e você vencerá”.

E assim fiz. Chegou minha vez, meus olhos foram vendados novamente, e lá fui eu, tentando ouvir a voz do meu pai. Foi difícil, muitos gritos, uns falavam direita, outros esquerda. Parei tudo e só andava quando conseguia reconhecer a voz do meu pai, e aí gritavam mais alto, mais difícil. Contudo, percebi que meu pai me guiava, ouvia a sua voz mesmo com dificuldade. Cheguei próxima do alvo e o meu pai gritou: “Pronto, é agora, levanta o bastão e acerta!”
 
Eu acertei! Poucos segundos passaram, meu pai me pegou no colo, me levantou bem alto e exclamou: “Esta é a minha filha, conseguiu, ouviu minha voz!” Fiquei tão feliz! Nenhum pensamento me veio à mente tamanha era a felicidade, esqueci dos brindes. Neste momento eu estava no alto, no colo do meu pai. Este foi meu presente o abraço e a alegria do meu pai comigo em seus braços.

Anos se passaram, e em momentos de dúvidas, medo, aflição, Deus com todo seu carinho me traz à memória este lindo dia. Deus é nosso Pai. Muitas vozes tentam nos confundir, o desânimo tenta nos abater, o pecado faz cair, e como que com os olhos vendados, não enxergamos nada, o medo tenta nos impedir de prosseguir. Mas Deus nunca nos abandona, Ele está com os olhos voltados para os seus, e nos dá um novo ânimo, instrui e guia pelo caminho certo.
                                                                                                  
 Andréa de Melo Leite
 da Banda Bom Pastor

« VOLTAR

"Se tu fores aquilo que deves ser, lançarás fogo ao mundo". (Santa Catarina de Sena)